Acesso ao banco de empregos

Otimismo e bom humor marcam a Confraternização da Indústria Gráfica

Eventos - 16/12/2019 - 16:46

O evento contou com a Reunião Plenária do COPAGREM, palestras sobre fusões, cenário econômico e vendas, além da diplomação da nova diretoria para o triênio 2019/2022, seguido de almoço de encerramento aos convidados.

A manhã da sexta-feira, 6 de dezembro, ficará na memória de quem esteve no auditório da FIESP. Informação de qualidade para os empresários e convidados, além de momentos de descontração durante as palestras e a diplomação da nova diretoria da Abigraf SP, deram o tom do evento, que terminou com o já tradicional almoço de fim de ano.

O Diretor Titular do COPAGREM e Vice-Presidente da FIESP, que também preside o SINDIGRAF-SP e a ABIGRAF Nacional, Levi Ceregato, lembrou que a vocação de incentivar a formação profissional está ainda mais forte com a ABTG mudando-se para o prédio da ABIGRAF no Paraíso e citou uma frase de Henry Ford. “Só há uma coisa pior do que formar colaboradores e eles partirem. É não os formar e eles permanecerem com a gente”.
Na abertura da posse, o presidente da ABIGRAF-SP, Sidney Anversa Victor, comemorou a disposição de seus diretores em continuarem trabalhando pela Indústria Gráfica Paulista, elogiou o quadro de funcionários da entidade e lembrou a importância do recém criado Conselho Consultivo. “Aumentamos a nossa responsabilidade. O pior momento da crise já passou e agora é hora de unir ainda mais as nossas forças. Com profissionais tão gabaritados à nossa volta, tenho certeza que vamos ajudar nossas empresas a crescer”.

João Scortecci, que assumiu a vice-presidência da entidade, também falou da importância do Conselho Consultivo “Conselho quer dizer bom senso, sabedoria, prudência, atributos de todos os integrantes (do conselho). Vamos entrar num ciclo virtuoso para o setor”.

Fusões e Economia
As três palestras do dia trouxeram uma visão atualizada da economia e das consequências da crise no mercado, inclusive para o setor gráfico. O economista e administrador José Rita Moreira, especialista em gestão e avaliação de empresas, disse que o mercado de fusões está aquecido, com mais de 900 empresas se unindo para tornarem-se mais fortes. No setor gráfico, são as empresas de embalagens que têm unido forças para alavancar seus negócios.

João Scandiuzzi, economista-chefe do BTG Pactual, traçou um panorama do que esperar depois da aprovação da Reforma da Previdência. Se o cenário internacional não é favorável, com tensões entre EUA e China, protestos em Hong Kong e as incertezas quanto ao processo de impeachment de Donald Trump, o que faz o mercado mundial desacelerar, no Brasil há boas notícias. Segundo Scandiuzzi, os riscos estão acomodados, a confiança dos empresários está voltando e os juros baixando tanto no Brasil, como nos Estados Unidos, são boas notícias. “São quatro desafios imediatos do governo. Retomar crescimento, diminuir desemprego, aumentar produtividade e enxugar o Estado. Se forem cumpridos e houver um ajuste fiscal duradouro, voltaremos a crescer”, afirmou.

Vender, vender... e beijar
A descontração ficou para a última palestra do dia. Vender, vender e vender, de Ciro Bottini. Considerado (e autointitulado) “o maior vendedor do país”, o apresentador principal do canal Shop Time arrancou gargalhadas da plateia. De maneira leve e divertida, Bottini falou sobre técnicas de venda, principalmente sobre a postura de um bom vendedor. Sorriso aberto, otimismo sempre, empolgação e conhecimento do produto são ingredientes imprescindíveis na hora de fechar um negócio. Bottini convidou algumas pessoas da plateia para interagir com ele durante a palestra. Os mais empolgados foram chamados para demonstrar como um vendedor deve se comportar. 

Os dois primeiros foram presenteados com aquilo “que todo vendedor mais gosta no mundo: dinheiro”. Ambos ganharam 50 reais. O último participante da brincadeira a ser intimado por Bottini para se apresentar ao público foi um gerente do BTG Pactual. Além de ter que sorrir e fazer poses para a plateia, ele foi desafiado a cumprir uma missão para ganhar 100 reais: beijar Ciro Bottini. Como bom vendedor e ainda mais atuando no mercado financeiro, ele não titubeou: deu um carinhoso beijo na bochecha do palestrante e saiu sorridente com sua nota de 100 reais. 

A atitude despojada e divertida de Bottini contagiou os diretores da ABIGRAF. Durante a diplomação da diretoria, brincando e rindo muito, alguns deles também trocaram alguns respeitosos beijos no rosto. A sintonia da nova diretoria da ABIGRAF – SP ficou evidente e o carinho demonstrado pelos diretores entre si certamente será estendido a todos os associados da entidade no triênio 2019/2022.

O evento contou com o patrocínio da Arjowiggins, Antalis e Fespa Brasil Digital Printing.

Fonte:
Tags:
<< Ver outras notícias