Acesso ao banco de empregos

Tinta com nanotecnologia promete revolucionar indústria de embalagem

Insumos - 21/10/2014 - 09:43

Lançada mundialmente durante a Flexo Latino America 2014 – 5ª Feira Internacional de Flexografia, Papelão Ondulado e Conversão Digital, que aconteceu no Transamérica Expo Center (de 7 a 10 de outubro), a nanotinta à base de água, da Water Revolution, pode ser uma solução mais econômica e eficiente para as empresas que imprimem embalagens. O novo produto apresenta alta aderência, resistência e brilho compatíveis com as tintas à base de solventes. O diretor técnico Paulo Hashimoto explica que estas características foram obtidas graças à diminuta escala das partículas dos nanopigmentos (corante) e nanopolímeros (resina) da composição. Enquanto as partículas das tintas convencionais medem em torno de 5 micras (5 milésimos de milímetro), as da nanotinta chegam somente a 300 nanômetros (0,3 milésimos de milímetro). Quanto menor a partícula, maiores a distribuição, interação e contato com a superfície, o que garante a maior adesão. A partir daí, fabricantes de embalagens podem substituir a impressão com tinta à base de solventes pela nanotinta à base de água em filmes plásticos e alumínios. Mesmo embalagens de papelão ondulado – que aceitam a impressão à base de água – ganham com a nova tecnologia em termos de resistência ao atrito, umidade e temperatura – a nanotinta resiste a 200 ciclos antes de desbotar e suporta temperaturas que vão de menos 30º C a 300º C. De acordo com os fabricantes, para fazer a migração do sistema atual para a nanotinta, os convertedores praticamente não precisam de investimento adicional: o custo de adaptação e ajustes dos equipamentos é praticamente zero, e a Water Revolution oferece treinamento aos colaboradores. Outra vantagem para os fabricantes é a possibilidade de se beneficiarem com a Lei do Bem, de âmbito federal, que abate o Imposto de Renda de empresas que buscam melhorar a eficácia de seus produtos e processos com o uso de novas tecnologias, com vistas a aumentar sua competitividade no mercado interno e externo.

Fonte: Embalaweb
Tags:
<< Ver outras notícias